Pensos de morfina

pensos de morfina

E o que se faz quando os doentes pedem para morrer? Só se lembra de um caso em que um doente pediu para morrer. A morfina é a mais de uso geral como meio de fornecer o alívio das dores. Contudo, os efeitos secundários da morfina variam um tanto e. Morfina. Ao ouvir essa palavra, as pessoas a associam imediatamente à droga ilícita. Não lembram que a substância é um potente analgésico. Pertencente ao grupo dos opioides , foi isolado pela primeira vez em por Friedrich Sertürner , que começou a distribuir a droga em A morfina passou a ser comercializada em pela Merck , que à época era uma pequena empresa química.

Produtos na loja

.

4/7/ · A morfina é a mais de uso geral como meio de fornecer o alívio das dores. Contudo, os efeitos secundários da morfina variam um tanto e quando alguns dos /5(40). Suspender tratamentos ou dar morfina não é matar. É aliviar a dor e confortar os doentes nos últimos dias de vida, dizem os especialistas. E o que se faz quando os doentes pedem para morrer Author: Sónia Simões, Marlene Carriço. Boa noite. A minha avo é uma pessoa extremamente doente , para além de ser diabética ja sofreu 3 enfartes. Mas , quando ia para o hospital com os sintomas de liquido nos pulmões queixava-se também de fortes dores abdominais..

Indicada para pacientes com dor, morfina pode ter efeitos colaterais

Política de Cookies Este site utiliza cookies para optimizar o seu funcionamento. Voltar Vitor Paixao 46 anos Melanoma, , Doente. Corria o ano de e eu, na altura com 37 anos, comecei a sentir dores no olho esquerdo. Fui ao médico de família que me diagnosticou enxaquecas. A dor voltou passados poucos meses e aí fui ao hospital, o diagnóstico foi o mesmo. Em maio de , quando estava conduzir para a praia, com a família, veio uma crise de dor mais forte e reparei que deixei de ver do olho esquerdo. A morfina é um fármaco narcótico de alto poder analgésico usado para aliviar dores severas. Pertencente ao grupo dos opioides, foi isolado pela primeira vez  Fórmula molecular‎: ‎C17H19NO3. Suspender tratamentos ou dar morfina não é matar. É aliviar a dor e confortar os doentes nos últimos dias de vida, dizem os especialistas.

​A morfina é um remédio analgésico da classe dos opioides, que tem um potente efeito no tratamento da dor crônica ou aguda muito intensa.